A eternidade de Deus no nosso hoje

Senhor, tu tens sido o nosso refúgio, de geração em geração. Antes que os montes nascessem, ou que tu formasses a terra e o mundo, sim, de eternidade a eternidade, tu és Deus. Salmos 90:1,2.

Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia. O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se. Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão. Havendo, pois, de perecer todas estas coisas, que pessoas vos convém ser em santo trato, e piedade, aguardando, e apressando-vos para a vinda do dia de Deus, em que os céus, em fogo se desfarão, e os elementos, ardendo, se fundirão? Mas nós, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e nova terra, em que habita a justiça. 2 Pedro 3:8-13;

Introdução

Existem vários atributos (qualidades) que pertencem à Deus. Os atributos são divididos em dois grupos: a) Comunicáveis (ex.: amor, bondade, justiça, misericórdia, paz, liberdade) e; b) Incomunicáveis (imutabilidade, onisciência, onipresença, soberania, infinitude, eternidade etc.). Hoje, vamos ministrar sobre a eternidade de Deus e suas implicações na nossa vida.

Senhor, tu tens sido o nosso refúgio, de geração em geração. Antes que os montes nascessem, ou que tu formasses a terra e o mundo, sim, de eternidade a eternidade, tu és Deus. Salmos 90:1,2.

Antes da criação, só existia Deus. Ele era e continha a eternidade. Ainda em um universo espiritual, Deus criou os seres celestiais (querubins, serafins, anjos) e posteriormente a isso, Deus criou o Universo (composto pelas diversas galáxias, a nossa galáxia, o Sol, as estrelas do nosso sistema, o Planeta Terra e tudo mais).

1.    Se tudo estava na eternidade quando surge o tempo?

Deus introduz o tempo quando fez a criação. Deus dá ao homem uma série de limitações e o introduz em um ambiente em que ele coexiste com duas realidades: a espiritual e a material.

2.    A natureza física era sustentada pela natureza espiritual

O homem físico, que surge do barro, tinha o sopro de Deus dentro de si, portanto primeiro não é mais importante, mas sim o segundo (espiritual). O tempo cronológico, antes do pecado, serviria para demarcar horas, dias e anos, e a vida não era depreciada por ele;

O pecado do homem tornou o tempo seu inimigo: A parte física do homem, sendo sustentada pela natureza espiritual que ele tinha, empobreceu tanto que seu corpo físico começou a sofrer enfermidades e também a perda da longevidade.

A maior de todas as consequências é que esse homem começou a estar sujeito ao tempo e totalmente a mercê dele, sem poder escapar de seus efeitos. Cada vez que a maldade multiplicava, o tempo de vida encolhia. O tempo acabou tornando-se um inimigo muito forte do qual não podemos enfrentar ou superar.

3.    Três reflexões

a)   A vida presente é muito passageira

E necessário que compreendamos que, entre o princípio e o fim de todas as coisas, há um parêntese e, no meio desse parêntese, está a criação, a queda e a redenção do homem. É nesse parêntese temporal que nós estamos, mas antes era a eternidade e depois será a eternidade.

É por isso que, como estamos dentro do tempo, pode parecer para alguém que falta muito para a redenção do homem ou a segunda vinda de Cristo, mas para Deus só passou um instante.

O mesmo será com a humanidade salva, quando estivermos com Cristo, será tanto o tempo que desfrutaremos de Sua presença e do céu que tudo isso parecerá como um instante.

b)  Promessa de vivermos na eternidade

Deus garante que, em determinado dia, Ele voltará pela Sua igreja, e, em um instante ou em um abrir e fechar de olhos, a igreja será levada aos céus para se encontrar com Cristo. A igreja irá de uma dimensão a outra, rapidamente, milhões, de pessoas entre crianças e cristãos, serão arrebatados em um instante.

Deus, em um abrir e fechar de olhos, nos mudará de dimensão, e deixaremos a natural e visível para sermos transformados em corpos de glória, semelhantes ao de Cristo, e poderemos acessar o céu. Os corpos não sentirão fome nem terão enfermidades, mas seremos à imagem de Cristo.

Então estes corpos estarão no natural e de repente estarão fora das leis do tempo, submersos em Deus.

Está profetizado que um dia, no futuro, depois da destruição de Satanás e da morte, Deus criará um novo céu e uma nova terra e introduzirá a eternidade. Será o último registro de tempo, depois dali o Senhor mesmo será quem nos sustentará e não haverá necessidade de luz do sol nem de lâmpadas, pois a glória será contínua para sempre.

E ali não haverá mais noite, e não necessitarão de lâmpada nem de luz do sol, porque o Senhor Deus os ilumina; e reinarão para todo o sempre. Apocalipse 22:5.

c)   O que Deus revelou no nosso tempo, já estava determinado na Sua eternidade

Na eternidade de Deus não existe o tempo, e tudo o que ocorre no presente não é um mistério, antes Ele já o sabe.

Para Deus não há profecia, pois Ele já conhece todas as coisas e não há anúncio de algo que acontecerá, mas sim, que na mente onisciente de Deus, a profecia já é um ato realizado. Quando Deus lança uma palavra profética para nós, é o anúncio de que Ele vai fazer algo, mas, para Deus, é algo que já foi feito.

O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá; Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos; Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado. 1 Coríntios 13:8-10;

Quando Deus diz que não fará nada sem antes anunciar aos seus profetas, Ele está desvelando a Sua sabedoria à dimensão natural do ser humano para explicar que o que Ele declarou certamente passará, acontecerá, se cumprirá.

Certamente o Senhor DEUS não fará coisa alguma, sem ter revelado o seu segredo aos seus servos, os profetas. Amós 3:7.

Isso nos certifica que, tudo que Deus anunciar ou falar, podemos comprovar com nossas vidas, pois é inevitável que se suceda, já que Deus já viu ou esteve lá adiante e sabe que isto ocorrerá.

Deus é o único que está fora do tempo e Ele é o único que pode dizer:

Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, o primeiro e o derradeiro. Apocalipse 22:13.

Temos que entender que a profecia atua para nos sustentar, consolar, edificar etc. Então, quando uma profecia é entregue a uma pessoa, por exemplo, uma palavra que libera a prosperidade, não é que com tais possam vir os recursos, mas é ó que Deus já determinou fazer no futuro dela. EIe sabe o que está determinado, o dia e o local em que serão outorgados os recursos financeiros e, para anunciar que Ele é o Senhor dos tempos, Ele anuncia isso antes que aconteça no reino natural.

Aplicações práticas

1)    Deus é o nosso eterno refúgio

Senhor, tu tens sido o nosso refúgio, de geração em geração. Antes que os montes nascessem, ou que tu formasses a terra e o mundo, sim, de eternidade a eternidade, tu és Deus. Salmos 90:1,2.

O tempo do homem é um tempo linear, diferente do tempo da dimensão do Espírito. Deus é eterno, o que significa que Ele não tem início nem fim.

Desde Adão, Cristo, os Apóstolos, a época presente, EIe conhece detalhes da volta de Jesus, mudanças políticas, religiosas e físicas que haverão de acontecer até o juízo final e a introdução ao período da eternidade.

É tão grande o significado desses atributos de Deus que para Ele nada do que vai acontecer para nós, no futuro da humanidade é algo novo ou desconhecido para Ele.

2)    O diabo só advinha: seus planos são frustrados contra nós

A profecia não é uma probabilidade nem uma suposição. Ela traz ao nosso conhecimento algo que Deus determinou e já fez no âmbito da eternidade.

Satanás trabalha com adivinhação. Ele considera as probabilidades de acordo com a observação, e sabe se a pessoa seguirá em linha reta para outra direção. Ele sabe que existem probabilidades e ele analisa quais seriam as melhores possibilidades, e as mais remotas e ele pode adivinhar o futuro deste homem ou o que ele fará de acordo com o comportamento do indivíduo com base em ocasiões anteriores, de acordo com o que faz a maioria das pessoas quando seguem por este caminho ou de acordo com a influência dele sobre este indivíduo. O diabo só pode mentir ou adivinhar, que é se arriscar a dizer o que ele acredita ser a mais factível das possibilidades.

Sendo assim o inimigo desconhece o que será a profecia, e sempre será surpreendido, e verá seus planos frustrados e dando errado.

Bem sei eu que tudo podes, e que nenhum dos teus propósitos pode ser impedido. Jó 42:2;

Toda a ferramenta preparada contra ti não prosperará, e toda a língua que se levantar contra ti em juízo tu a condenarás; esta é a herança dos servos do Senhor, e a sua justiça que de mim procede, diz o Senhor. Isaías 54:17;

3)    Priorizar tempo com Deus e para Deus

Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém. Romanos 11:36

Na EBD estamos falando de mordomia do tempo, que é a nossa responsabilidade em saber otimizar nosso dia para termos um tempo a sós com Deus e para Deus. É melhor dar prioridade do que apenas viver em busca de Deus na urgência ou na emergência.

O plano detalhado em 2 Pedro 3:8-13 é que O Dia do Senhor virá como um ladrão e nós devemos estar vigilantes e esperando por ele.

O que podemos fazer para nos conservar da maneira que o Senhor deseja? A resposa está no Salmos 90:12: Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos corações sábios;

Please follow and like us:
Pin Share