Quem deve fazer a Obra do Senhor?

A Obra do Senhor é uma santa incumbência dada por Deus a todo cristão!

Essa publicação é destinada aos cristãos! Caso você ainda não seja cristão, leia o texto Conhecendo Deus pessoalmente.

Muitos cristãos, pessoas sinceras, que estão na igreja, acham que não são preparados para fazer algo para o Senhor, ou, por questão de comodismo, preferem não assumir nenhuma responsabilidade com Deus e a sua igreja. Acham que a Obra do Senhor é responsabilidade de obreiros e, assim, contentam-se em ser crentes que só recebem dos outros e nada doam de si mesmos.

Mas, é fato que todo cristão recebeu talentos e deve investi-los para que quando seu Senhor vier, possa apresentar os resultados de seu trabalho e, assim, receber seu galardão (Mateus 25:14-30).

Então, eu lhe pergunto: O que você tem feito pelo Senhor, que você diz tanto amar? E pela sua igreja, que Deus preparou para você congregar? Cadê você? Você é um dos tais que ficou preso no conforto do seu lar, enquanto os irmãos estão no culto, batalhando e orando até mesmo pela sua vida? 


Posso tendo as mãos vazias, Com Jesus eu me encontrar? Nada fiz, e vão-se os dias, Que Lhe posso apresentar? Harpa Cristã, nº 16.

Cuidado, muito cuidado! Não deixe que o Senhor volte e o encontre com as mãos vazias!

O profeta Isaías não titubeou quando “ouviu a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por nós?”. Sabiamente, ele disse: “Eis-me aqui, envia-me a mim”. Isaías 6:8.Mas, há alguns, nos dias de hoje, que diriam: “Eis-me aqui, envia o outro”.

Não perca seu tempo com coisas que não podem acrescentar nada de útil na sua vida! Aproveite enquanto é tempo para fazer algo para o Senhor!

Quero deixar aqui, para sua reflexão, um texto que adaptei para este assunto, que foi extraído de uma revista, há muitos anos atrás. 


Deus te chama!! Não rejeite Sua voz!

Existe um poema chamado “Conta e Tempo”, do Frei António das Chagas, que é muito interessante! Vamos terminando esse momento de reflexão com ele! 

Conta e Tempo

Deus pede estrita conta de meu tempo.
E eu vou do meu tempo, dar-lhe conta.
Mas, como dar, sem tempo, tanta conta
Eu, que gastei, sem conta, tanto tempo?

Para dar minha conta feita a tempo,
O tempo me foi dado, e não fiz conta,
Não quis, sobrando tempo, fazer conta,
Hoje, quero acertar conta, e não há tempo.

Oh, vós, que tendes tempo sem ter conta,
Não gasteis vosso tempo em passatempo.
Cuidai, enquanto é tempo, em vossa conta!

Pois, aqueles que, sem conta, gastam tempo,
Quando o tempo chegar, de prestar conta
Chorarão, como eu, o não ter tempo…

Deus abençoe sua vida!