Culto do Dia dos Pais

No próximo domingo, 11 de Agosto de 2019, teremos um culto especial para os pais, onde haverá uma ministração sobre o tema abaixo. Não perca!!!

Texto: “Porque ele estabeleceu um testemunho em Jacó, e pôs uma lei em Israel, a qual deu aos nossos pais para que a fizessem conhecer a seus filhos; Para que a geração vindoura a soubesse, os filhos que nascessem, os quais se levantassem e a contassem a seus filhos; Para que pusessem em Deus a sua esperança, e se não esquecessem das obras de Deus, mas guardassem os seus mandamentos. E não fossem como seus pais, geração contumaz e rebelde, geração que não regeu o seu coração, e cujo espírito não foi fiel a Deus”. Salmos 78:5-8

Introdução

As crianças aprendem desde pequenas o caminho do Senhor. É dever dos pais ensinar seus filhos, mas, hoje, muitos estão sobrecarregados e atarefados, deixando para terceiros essa importante responsabilidade. Lembro-me de Faraó, que sobrecarregou o povo na escravidão, para que eles não tivessem tempo para adorar a Deus.

Problema

O papel exclusivo de pai era de protetor, provedor etc., mas a mulher passou a ajudar na provisão dentro do lar. Isso provocou uma sobrecarga no tempo da mulher, que acaba, agora, falhando também na educação das crianças.

Observe que Moisés foi escondido por sua mãe, por três meses, e, depois, recebeu salário para ser cuidadora de seu filho. Quando cresceu, Moisés desejou sair do palácio e se unir ao seu povo. Tudo o que você ensinar ao seu filho, quando pequeno, ele não se esquecerá, quando crescer.

Duas famílias

1. A família de Eli: A bíblia relata um caso de uma família que acabou porque não caminharam na vontade do Senhor.

“Era, porém, Eli já muito velho, e ouvia tudo quanto seus filhos faziam a todo o Israel, e de como se deitavam com as mulheres que em bandos se ajuntavam à porta da tenda da congregação. E disse-lhes: Por que fazeis tais coisas? Pois ouço de todo este povo os vossos malefícios. Não, filhos meus, porque não é boa esta fama que ouço; fazeis transgredir o povo do Senhor. Pecando homem contra homem, os juízes o julgarão; pecando, porém, o homem contra o Senhor, quem rogará por ele? Mas não ouviram a voz de seu pai, porque o Senhor os queria matar”. 1 Samuel 2:22-25.

Eli era um pai legal porque não chamou a atenção de seus filhos com maior rigidez. Era também um pai ausente, porque não sabia diretamente que seus filhos faziam, antes o ouvia da boca do povo. O pai tem que saber o que o filho está fazendo. Em casa, na internet, aliás, a internet é um mundo sem limites dentro da sua casa.

Precisa ser estabelecido uma série de limites aos seus filhos, pois, sem limites, eles podem cair e se machucar. “Não retires a disciplina da criança; pois se a fustigares com a vara, nem por isso morrerá. Tu a fustigarás com a vara, e livrarás a sua alma do inferno”. Provérbios 23:13,14. Sem disciplina, seus filhos podem ir para o inferno.

Tomem cuidado com o secularismo, que é um movimento aonde o espiritual e o religioso não fazem sentido para a alma humana. Muitas igrejas estão trazendo o mundo para dentro de si, para atrair pessoas e estão perdendo o prazer nas coisas espirituais. Quanto mais perto de Deus, mais o inimigo vai ficar longe de você.

O inimigo quer roubar, matar e destruir. Hoje, as pessoas querem ouvir sermões agradáveis aos seus ouvidos, e não gostam de ouvir as exortações de seu pastor. Veja o que disseram aos profetas de Deus nos tempos de Isaías: “Porque este é um povo rebelde, filhos mentirosos, filhos que não querem ouvir a lei do Senhor. Que dizem aos videntes: Não vejais; e aos profetas: Não profetizeis para nós o que é reto; dizei-nos coisas aprazíveis, e vede para nós enganos”. Isaías 30:9,10

Muitos discípulos de Jesus deixaram de segui-lo, quando ouviram um sermão que não lhes agradou. “Muitos, pois, dos seus discípulos, ouvindo isto, disseram: Duro é este discurso; quem o pode ouvir?” João 6:60. Desde então muitos dos seus discípulos tornaram para trás, e já não andavam com ele. João 6:66.

Por fim, basta ver o castigo que sofreu a casa de Eli, por não querer andar nos caminhos do Senhor. Os filhos morreram e o pai também.

2. A família de Manoá: A bíblia relata outro caso aonde veremos um pai com boas qualidades.

“E havia um homem de Zorá, da tribo de Dã, cujo nome era Manoá; e sua mulher, sendo estéril, não tinha filhos. E o anjo do Senhor apareceu a esta mulher, e disse-lhe: Eis que agora és estéril, e nunca tens concebido; porém conceberás, e terás um filho. Agora, pois, guarda-te de beber vinho, ou bebida forte, ou comer coisa imunda. Porque eis que tu conceberás e terás um filho sobre cuja cabeça não passará navalha; porquanto o menino será nazireu de Deus desde o ventre; e ele começará a livrar a Israel da mão dos filisteus. Então a mulher entrou, e falou a seu marido, dizendo: Um homem de Deus veio a mim, cuja aparência era semelhante a de um anjo de Deus, terribilíssima; e não lhe perguntei donde era, nem ele me disse o seu nome. Porém disse-me: Eis que tu conceberás e terás um filho; agora pois, não bebas vinho, nem bebida forte, e não comas coisa imunda; porque o menino será nazireu de Deus, desde o ventre até ao dia da sua morte. Então Manoá orou ao Senhor, e disse: Ah! Senhor meu, rogo-te que o homem de Deus, que enviaste, ainda venha para nós outra vez e nos ensine o que devemos fazer ao menino que há de nascer. E Deus ouviu a voz de Manoá; e o anjo de Deus veio outra vez à mulher, e ela estava no campo, porém não estava com ela seu marido Manoá. Apressou-se, pois, a mulher, e correu, e noticiou-o a seu marido, e disse-lhe: Eis que aquele homem que veio a mim o outro dia me apareceu. Então Manoá levantou-se, e seguiu a sua mulher, e foi àquele homem, e disse-lhe: És tu aquele homem que falou a esta mulher? E disse: Eu sou.
Então disse Manoá: Cumpram-se as tuas palavras; mas qual será o modo de viver e o serviço do menino? E disse o anjo do Senhor a Manoá: De tudo quanto eu disse à mulher se guardará ela. De tudo quanto procede da videira não comerá, nem vinho nem bebida forte beberá, nem coisa imunda comerá; tudo quanto lhe tenho ordenado guardará. Então Manoá disse ao anjo do Senhor: Ora deixa que te detenhamos, e te preparemos um cabrito. Porém o anjo do Senhor disse a Manoá: Ainda que me detenhas, não comerei de teu pão; e se fizeres holocausto o oferecerás ao Senhor. Porque não sabia Manoá que era o anjo do Senhor. E disse Manoá ao anjo do Senhor: Qual é o teu nome, para que, quando se cumprir a tua palavra, te honremos? E o anjo do Senhor lhe disse: Por que perguntas assim pelo meu nome, visto que é maravilhoso? Então Manoá tomou um cabrito e uma oferta de alimentos, e os ofereceu sobre uma penha ao Senhor: e houve-se o anjo maravilhosamente, observando-o Manoá e sua mulher. E sucedeu que, subindo a chama do altar para o céu, o anjo do Senhor subiu na chama do altar; o que vendo Manoá e sua mulher, caíram em terra sobre seus rostos”.
Juízes 13:2-20.

Manoá era um pai comprometido com Deus, que orava e intercedia por sua família. Ele também era um pai interessado, porque não se contentou com o fato de o anjo aparecer apenas à sua esposa, ele orou para que o anjo voltasse, para que ele mesmo o encontrasse. Isso mostra o seu interesse pela sua família.

Por isso, os pais de Sansão seguiram exatamente o que lhes fora recomendado por Deus, e fizeram tudo para que seu filho fosse bem sucedido na presença do Senhor.

Conclusão

Reflita no seu papel de pai, e exerça com dedicação e responsabilidade, porque o Senhor vai lhe abençoar e abençoar a sua família. Faça como Manoá, que ofereceu um sacrifício ao Senhor por Sua visita a ele.

Ministração: irmã Maria Aureni (e seu esposo Da. Marcelo), da AD Restaurando Famílias.

Please follow and like us: