E vós? Quem dizeis que Eu sou?

E saiu Jesus, e os seus discípulos, para as aldeias de Cesaréia de Filipe; e no caminho perguntou aos seus discípulos, dizendo: Quem dizem os homens que eu sou? E eles responderam: João o Batista; e outros: Elias; mas outros: Um dos profetas. E ele lhes disse: Mas vós, quem dizeis que eu sou? E, respondendo Pedro, lhe disse: Tu és o Cristo. Marcos 8:27-29.

Introdução

É comum ouvir pessoas que dizem conhecer a Cristo. As vezes por uma experiencia que o fizeram aproximar de Cristo; outros vão dizer que conhecem a Cristo, porque vão a igreja, porque estudaram teologias… Muitas serão as explicações pessoais!

Problemática

O grande problema dessa pergunta não está na resposta das pessoas, mas sim, no quanto as vidas dessas pessoas, que dizem conhecer a Cristo, refletem o Cristo que de fatos elas afirmam conhecer;

O enredo dessa história se dá numa conversa de Jesus com seus discípulos. E buscando fatos anteriores a essa conversa, vamos ver, que os capítulos anteriores, estão recheados de acontecimentos e milagres que Jesus operou e de manifestações que comprovavam que Jesus era o Cristo, filho do Deus vivo…

Vejam, era o mesmo que Jesus dizer a eles: Vocês já andaram muito comigo, viram muitas coisas que eu faço, mas agora eu preciso saber o que tudo que vocês viveram está refletido em vocês;

A maior preocupação não nos que os outros dizem, mas no que você que tem andado com Ele, tem visto os seus sinais e prodígios, o que você tem dito a cerca dele; Não era o que a multidão diz, mas o que dizia os discípulo; Porque a multidão que não vivenciou todo o contexto, pode tirar suas conclusões; mas os discípulos, vivenciou cada etapa ao lado de Jesus;

E a grande questão hoje está na seguinte pergunta: Quem é Jesus, mas quem é Jesus para você?

A Reposta

A resposta não deve ser aquela ensaiada, ou aprendida em cursos teológicos e afins, não é a prática disso. O que é que você, que suas escolhas, que sua vida, o que você faz, o que você tem, o que é que tudo que você está dizendo sobre Cristo?

A resposta não deve ser aquela que advém das ideologias “gospel”, mas aquela que emana de dentro, que extravasa do nosso ser e que reflete verdadeiramente quem é o Cristo que buscamos e servimos;

E a pergunta que ecoa para nós hoje, e ecoou naquele dia de manhã quando eu acordei, é o Quem dizeis que sou?

Há pessoas que dizem conhecer a Cristo, mas suas vidas não mudam; não são transformadas; e o pior de tudo, é que estas vivem distante do Cristo que elas dizem conhecer… professam com a sua boca, mas o coração, está a léguas, distante do Senhor;

Exemplo de situação

Mc. 4: 35-41 – Um dia Jesus chama seus discípulos para o barco e diz: Passemos para o outro lado. O destino era chegar ao outro lado. Mas, no caminho acontece um imprevisto, se levanta um grande temporal e vinham ondas que cobriam o barco que começou a ficar cheio de água. A bíblia vai dizer, que os discípulos se desesperaram. E no alvoroço, Jesus desperta e repreende o vento… Tal qual a grande surpresa, o vento se aquietou. Por que quem era que estava no barco? E a pergunta que se deu aos discípulos foi: Cadê a fé de vocês? (Os discípulos, entenderam o chamado de Jesus, entraram no barco e na hora da adversidade, eles se esquecem de algo importante: Quem chamou para entrar no barco e chegar ao outro lado? E se foi Jesus que chamou, qual era a função deles? Descansar que eles chegariam no destino, porque quem tinha decretado o aonde ia chegar era o próprio Jesus).

Mas vejam, que os discípulos estavam com Jesus, já tinham vivenciado algumas manifestações do poder de Jesus, mas ainda assim, ali no barco eles demonstram, o quanto ainda não estavam pronto para declarar quem é Jesus, e por isso eles dizem: Quem é este, que até o vento e o mar lhe obedecem.

A confissão de Pedro: Tú és o Cristo.

Já caminhamos muito com Jesus. Já tivemos cada experiência… Se olharmos para tudo o que vivenciamos com Cristo, já dá para criarmos uns “memes para o face”, porque é cada milagre, cada livramento.

Mas o momento que chega a nós e precisa de resposta rápida, porque o mundo está esperando ouvir de nós, quem é Cristo?

E sabe por que muitos de nós não estamos tão seguros para dizer o que Pedro diz? (Tú és o Cristo)

Porque ao dizer isso tudo em nós terá que ratificar essa afirmação. Nossas escolhas terão que se pautar nesse princípio: Tú és…

Ao dizer tú és, teremos que descansar e confiar e acreditar e deixar Ele tomar a nau do nosso barco e dirigir nossas vidas, e iremos e faremos apenas aquilo que Ele disser, e nós teremos que dizer o que Paulo disse: Estou crucificado com Cristo, e vivo, não mais eu,(ou seja, não existe mais nada de mim em mim), mas Cristo vive em mim; e a vida que vivo na carne, vivo-a na do filho de Deus (Gl. 2.20).

Ao declarar quem é Cristo vamos ter que provar na prática, as marcas da cruz… e por isso sofreremos algumas consequências inovadoras… e teremos que renunciar a nós mesmos, para que a Glória de Deus seja manifesta.

E o problema hoje é que muitas pessoas dizem que conhecem a Cristo, mas suas escolhas, suas atitudes, não passam pelo crivo do Senhor, Ele é o Cristo, mas não é o Senhor da minha vida, o Senhor das minhas escolhas.

O mal do século é o relativismo (pontos de vista, não é uma verdade absoluta), e isso tem formado homens amantes de si, presunçosos, arrogantes, orgulhosos… porém, cuidado, quando passamos a viver a vida baseado no que Eu sou, esquecemos Quem Ele é, e estamos fadados ao fracasso.

Conclusões

Para responder essa pergunta, precisamos voltar a Cruz. É olhando para cruz que iremos de fato dizer quem é Jesus.

E nos versículos vv. 34-38, que encontraremos caminho para responder Que Jesus é o Cristo.

Se você não está disposto a negar, suas vontades, não está pronto para seguí-lo;

Porém, se você morrer para o mundo, saiba que ressuscitará com Cristo e viverá eternamente com Ele;

Quem confessa a Cristo, está guardado para viver para sempre.

Quem é Jesus? Quem é Jesus para você?