Louvor a Deus por atender à suas súplicas e exortação à confiança nEle

E Davi levantou-se, e fugiu aquele dia de diante de Saul, e foi a Aquis, rei de Gate. Porém os criados de Aquis lhe disseram: Não é este Davi, o rei da terra? Não se cantava deste nas danças, dizendo: Saul feriu os seus milhares, porém Davi os seus dez milhares? E Davi considerou estas palavras no seu ânimo, e temeu muito diante de Aquis, rei de Gate. Por isso se contrafez diante dos olhos deles, e fez-se como doido entre as suas mãos, e esgravatava nas portas de entrada, e deixava correr a saliva pela barba. Então disse Aquis aos seus criados: Eis que bem vedes que este homem está louco; por que mo trouxestes a mim? Faltam-me a mim doidos, para que trouxésseis a este para que fizesse doidices diante de mim? Há de entrar este na minha casa? 1 Samuel 21:10-15.

Introdução

Davi teve um momento da vida em que se viu diante de um grande problema; Estava sozinho e fugindo de uma forte perseguição impetrada pelo rei Saul;

Davi chegou ali, vindo da cidade vizinha de Nobe, onde pegou a espada de Golias (porque era a única espada disponível naquela pequena e humilde cidade); Com ela, entrou na cidade de Gate;

Não havia mais lugar em que pudesse estar seguro em Israel, por isso, entrou no território dos filisteus, ali na cidade de Gate (que era a cidade de onde veio Golias);

Quando percebeu a animosidade que poderia encontrar, se contrafez diante do rei Aquis, e assim, conseguiu uma oportunidade de sair dali antes que algo pior viesse a lhe acontecer;

Davi tinha saído do caldeirão para a fogueira e, agora, saindo dali, Davi partiu para a caverna de Adulão, onde finalmente se juntaram a ele quatrocentos homens (…todo o homem que se achava em aperto, e todo o homem endividado, e todo o homem de espírito desgostoso. 1 Samuel 22:2);

É neste cenário, que nasce o Salmo 34, que tem por título “Davi louva a Deus, que atendeu às suas súplicas e exorta a confiar nEle”.

Salmo 34

Louvarei ao SENHOR em todo o tempo; o seu louvor estará continuamente na minha boca. A minha alma se gloriará no Senhor; os mansos o ouvirão e se alegrarão. Engrandecei ao Senhor comigo; e juntos exaltemos o seu nome. Busquei ao Senhor, e ele me respondeu; livrou-me de todos os meus temores. Olharam para ele, e foram iluminados; e os seus rostos não ficaram confundidos. Clamou este pobre, e o Senhor o ouviu, e o salvou de todas as suas angústias. O anjo do Senhor acampa-se ao redor dos que o temem, e os livra. Provai, e vede que o Senhor é bom; bem-aventurado o homem que nele confia. Temei ao Senhor, vós, os seus santos, pois nada falta aos que o temem. Os filhos dos leões necessitam e sofrem fome, mas àqueles que buscam ao Senhor bem nenhum faltará. Vinde, meninos, ouvi-me; eu vos ensinarei o temor do Senhor. Quem é o homem que deseja a vida, que quer largos dias para ver o bem? Guarda a tua língua do mal, e os teus lábios de falarem o engano. Aparta-te do mal, e faze o bem; procura a paz, e segue-a. Os olhos do Senhor estão sobre os justos, e os seus ouvidos atentos ao seu clamor. A face do Senhor está contra os que fazem o mal, para desarraigar da terra a memória deles. Os justos clamam, e o Senhor os ouve, e os livra de todas as suas angústias. Perto está o Senhor dos que têm o coração quebrantado, e salva os contritos de espírito. Muitas são as aflições do justo, mas o Senhor o livra de todas. Ele lhe guarda todos os seus ossos; nem sequer um deles se quebra. A malícia matará o ímpio, e os que odeiam o justo serão punidos. O Senhor resgata a alma dos seus servos, e nenhum dos que nele confiam será punido. Salmos 34:1-22;

O salmo 34, portanto, é uma resposta aos problemas que alguém enfrenta, mas que anda com Deus (e pode vir a experimentar na vida), mas, sobretudo, também mostra duas reações que esse alguém pode ter diante de tais problemas.

1)   Louvor por livramento de Deus

A primeira reação que observamos, quando Davi saiu de Gate, antes de qualquer outra, é que ele apresenta um louvor a Deus, diante do livramento que recebeu.

Em que condições se deu esse livramento?

Aqui, é importante pontuar que, Davi não saiu daí e foi parar num lugar bonito, ele foi parar em uma caverna onde se juntou a ele homens apertados, endividados e desgostosos; Com esses homens, estabeleceu vínculo e formou um exército!

Davi louva a Deus não pelo livramento ideal, mas pelo livramento real. As pessoas idealizam coisas muito elevadas, muito acima do que realmente é necessário, e, mediante a esta alta expectativa, não conseguem enxergar Deus trabalhando por meio de situações complicadas.

Seria o ideal que Davi saísse da presença dos moradores de Gate visto como um louco? Mas, Davi, enxergou nisto um livramento de Deus, estava saindo a salvo da cidade de Gate mesmo que vituperado com fama de doido e não de herói.

É neste cenário que somos desafiados a olharmos para nossa condição e localizar nela o cuidado de Deus e, sobretudo, sermos capazes de entoar-lhe um louvor.

Vemos dois sentimentos presentes no louvor de Davi:

1.1  Reconhecimento de sua insignificância

A minha alma se gloriará no Senhor (v.2), Clamou este pobre e o Senhor o ouviu (v.6)…

“Está na natureza de Deus criar algo à partir do nada. Esta é a razão porque Ele não pode usar alguém que ainda não chegou a ser nada.” Martinho Lutero.

1.2  Temor a Deus e confiança

Davi temia a Deus e, pelo tempo que manteve esse temor, tudo na vida dele ia pra frente, por maior que fosse o obstáculo.

Davi também confiava em Deus. Uns confiam em carros e outros em cavalos, mas nós faremos menção do nome do Senhor nosso Deus. Salmos 20:7;

2)   Exortação a confiar no Senhor

A segunda reação que observamos, quando Davi saiu de Gate, é a confiança que ele adquiriu no Senhor, a ponto de exortar os demais a crerem assim como ele, e que é fruto da primeira reação que ele teve, relacionada ao louvor que ele entoou.

Nesta exortação, que começa no v. 11, Davi, vai dizer “vinde, meninos, ouvi-me e ensinarei…”

Vejamos o que ele ensina sobre confiança:

2.1. Temor a Deus: O temor a Deus é o princípio da sabedoria e é ele é uma das virtudes espirituais que nos guarda de pecarmos deliberadamente. Aqui, ele vai exortar em algo sobre o temor dizendo:

Quem é o homem que deseja a vida, que quer largos dias para ver o bem? Guarda a tua língua do mal, e os teus lábios de falarem o engano. Aparta-te do mal, e faze o bem; procura a paz, e segue-a. Salmos 34:12-14

Alguém que teme a Deus vive muitos dias e os vive bem, mas, pra reconhecermos mesmo se esta pessoa teme a Deus: é se ela guarda a sua língua do mal e do engano e se ela se aparta do mal e procura a paz.

2.2. Justiça: Viver na condição de justo, atrai o olhar do Senhor e a atenção ao seu clamor.

Os olhos do Senhor estão sobre os justos, e os seus ouvidos atentos ao seu clamor. Salmos 34:15. Os justos clamam, e o Senhor os ouve, e os livra de todas as suas angústias. Salmos 34:17;

As angústias (os sofrimentos) do justo são atenuadas pela revelação de que o Senhor quer nos livrar de todas as nossas aflições. Uma vez que Ele cumpriu o seu propósito, permitindo a aflição, ele passa a nos livrar dela, seja com intervenção sobrenatural ou pela morte triunfante e ingresso na vida futura. (comentário da Bíblia Pentecostal)

2.3. Quebrantamento: Sentimento de contrição e dependência da graça de Deus;

Perto está o Senhor dos que têm o coração quebrantado, e salva os contritos de espírito. Muitas são as aflições do justo, mas o Senhor o livra de todas. Ele lhe guarda todos os seus ossos; nem sequer um deles se quebra. Salmos 34:18-20;

Pessoas quebrantadas têm o Senhor perto delas e recebe Sua Salvação, recebe também livramento nas aflições e mesmo seus ossos não se quebram.

Considerações finais

Como você tem reagido, quando está numa situação difícil, quando está sem saída? Você é capaz de louvar a Deus e exortar as pessoas à confiarem nEle? Ou será que você tem jogado tudo pra cima e desacreditado nEle e feito outros desacreditarem também?

Você é capaz de louvar a Deus pelo livramento real, mesmo que ele seja muito diferente do livramento idealizado ou será que você tem se enchido de um orgulho que atrapalha a sua gratidão a Deus?

Que valores têm enchido o seu coração? Temor ou falta de temor à Deus? Será que você tem guardado a sua língua de falar o mal e procurado a paz? Será que você tem procurado a revelação de Deus no meio das aflições? Você tem quebrantado o seu coração?

Vamos orar!

Please follow and like us:
Pin Share