Orações pelos homens e pelos governantes

Estamos num propósito de Jejum e Oração pelo Brasil – Eleições 2018, pois temos princípios bíblicos bem estabelecidos para a Igreja e a sociedade, que devem nortear a vida cotidiana do homem que deseja ser agradável aos olhos de Deus.

Hoje, vamos analisar o texto de Paulo a Timóteo, abaixo: 

Este mandamento te dou, meu filho Timóteo, que, segundo as profecias que houve acerca de ti, milites por elas boa milícia; 1 Timóteo 1:18.

Admoesto-te, pois, antes de tudo, que se façam deprecações, orações, intercessões, e ações de graças, por todos os homens; Pelos reis, e por todos os que estão em eminência, para que tenhamos uma vida quieta e sossegada, em toda a piedade e honestidade; Porque isto é bom e agradável diante de Deus nosso Salvador, Que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade. Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem. O qual se deu a si mesmo em preço de redenção por todos, para servir de testemunho a seu tempo. 1 Timóteo 2:1-6.

1)    Introdução

O apóstolo Paulo gerou um filho na fé, chamado Timóteo, e o deixou na igreja de Éfeso para uma missão importante. Para que ele pudesse exercer seu ministério com excelência, Timóteo deveria:

a) Militar por elas, as profecias que revelaram o ministério pastoral em sua vida;

b) Militar com boa milícia, ou seja, usando a Palavra de Deus e outras armas espirituais.

Dessa maneira, Timóteo poderia proteger a igreja de:

  • Cap 1, v3 – Falsas Doutrinas
  • Cap 1, v4 – Fábulas inúteis
  • Cap 1, v6-16 – Justificação pelas obras da lei judaica

Paulo fortalece Timóteo a prosseguir com fé e boa consciência. Timóteo deveria ter em mente que Deus o chamou e manter uma crença inabalável, bem como, uma consciência limpa, fazendo aquilo que sabia que estava certo.

2)    Antes de tudo

Agora, Paulo diz o seguinte a Timóteo: Antes de tudo isso, ou seja, antes mesmo de se preocupar com questões internas da igreja, admoesto você a:

a) Que se façam deprecações, orações, intercessões, e ações de graças, por todos os homens: Paulo orienta Timóteo a orar por toda a sociedade, todos os homens. Ou seja, pelos vizinhos, pelos colegas de ministério, profissionais, estudantes, professores etc. 

b) Pelos reis, e por todos os que estão em eminência: Paulo ainda orienta Timóteo a orar por todos os governantes que estão incumbidos de cargos de responsabilidade no governo.

Paulo separa essas duas categorias de pessoas porque ambas têm níveis de responsabilidade diferentes e igualmente importantes. E a instabilidade de qualquer ordem no meio de um ou dos dois grupos (ou seja, a sociedade ou o governo), implica em sofrimentos e dificuldades maiores para a igreja.

3)    A importância da oração

Neste sentido, a importância da oração por esses dois grupos, têm objetivos bem específicos, sabendo ser eles:

  1. Uma vida quieta e sossegada: é o primeiro objetivo, é compreendida pela estabilidade necessária para a vida cotidiana seguir naturalmente. Ninguém quer sair de casa com medo de violência, desemprego, falta de produtos no mercado, falta de água ou luz etc. Os cristãos precisam orar para ter certa estabilidade civil para poderem exercer suas responsabilidades na igreja. 
  2. Em toda a piedade: é o segundo objetivo que ocorre em consequência da anterior. Com uma vida social estável, é possível exercer melhor a vida devocional a Deus, oferecendo o culto que Ele merece, bem como, ajudar piedosamente aos necessitados. 
  3. E honestidade: é o terceiro objetivo de oração, compreende a transformação interna do homem outrora corrompido pela desonestidade. A honestidade é transformadora e benevolente a toda a sociedade, ela eleva preceitos morais válidos de pureza e decência.

4)    Consequência

Vemos as consequências benéficas nos versículos finais desse texto:

Porque isto é bom e agradável diante de Deus nosso Salvador: Se queremos ser agradáveis a Deus, devemos orar pelos homens e pelos governantes, por uma vida estável onde possamos exercer piedade e elevar a honestidade.

Que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade: Esse ambiente proporciona testemunho fiel do evangelho na vida das pessoas, produzindo arrependimento e salvação.

Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem: Leva a todos o conhecimento da Verdade de que Jesus Cristo é o único caminho entre Deus e os homens.

Conclusão

Vamos orar, nesta consagração, pela vida de todos os homens e todos os governantes, pedindo a Deus que nos dê estabilidade para prosseguirmos com nosso trabalho de evangelização. Pedindo a Deus que nos livre de governantes ímpios e insensatos, que não temem a Deus e desprezam princípios bíblicos que sustentam a sociedade, a família e os bons costumes.

Deus abençoe!