Providência divina

E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. Romanos 8:28;

Introdução

Toda pessoa experimenta o sofrimento em certas ocasiões da vida.

Essas experiências levantam o problema do mal e do seu lugar nos assuntos de Deus;

Deus não criou o mundo e o deixou à sua própria sorte (deísmo); Ele continua interessado na vida dos seus, cuidando da sua criação; Deus não é como um relojoeiro que fabricou um relógio, deu-lhe corda e a deixa acabar essa corda lentamente até o fim; Ele é um pai amoroso que cuida daquilo que criou (Bíblia de Estudos Pentecostal, pg. 105);

Esse constante cuidado de Deus por sua criação é chamado de Providência Divina;

Deus permite que os seres humanos experimentem as consequências do pecado que penetrou no mundo através da queda de Adão e Eva; O mundo decaído afeta diariamente a vida dos filhos de Deus;

Exemplo de José (do Egito)

Agora, pois, não vos entristeçais, nem vos pese aos vossos olhos por me haverdes vendido para cá; porque para conservação da vida, Deus me enviou adiante de vós. Gênesis 45:5

A fala de José direcionada a seus irmãos deu-se já no cumprimento ao sonho que Deus lhe deu referente à uma situação futura relativa à sua vida e da sua família; Deus lhe deu um sonho que iria exaltar a José e assim se cumpriu;

José sofreu muito pela inveja e crueldade de seus irmãos. Foi vendido como escravo, continuou como escravo no Egito, foi acusado de adultério e lançado no cárcere, onde passou mais de dois anos.

Deus estava agindo através dos delitos dos seus irmãos, visando cumprir o sonho que deu à José, que era concernente à preservação da sua vida e da sua família; O sonho não era sobre exaltação e sim sobre preservação;

Deus pode permitir o sofrimento em decorrência das más ações do próximo, porém Ele controla soberanamente essas ações;

Palavra: Confia!

Exemplo de Mardoqueu (na Pérsia)

E Hamã tomou a veste e o cavalo, e vestiu a Mardoqueu, e o levou a cavalo pelas ruas da cidade, e apregoou diante dele: Assim se fará ao homem a quem o rei deseja honrar! Depois disto Mardoqueu voltou para a porta do rei; porém Hamã se retirou correndo à sua casa, triste, e de cabeça coberta. E contou Hamã a Zeres, sua mulher, e a todos os seus amigos, tudo quanto lhe tinha sucedido. Então os seus sábios e Zeres, sua mulher, lhe disseram: Se Mardoqueu, diante de quem já começaste a cair, é da descendência dos judeus, não prevalecerás contra ele, antes certamente cairás diante dele. Ester 6:11-13;

Enquanto Mardoqueu era vítima de um plano secreto de Hamã para pendurá-lo numa forca, Deus estava agindo em secreto no palácio real, tirando o sono do rei, para que ele ficasse informado a respeito da integridade daquele súdito estrangeiro… foi agindo nos bastidores, Deus consertou o curso da história salvando seu servo e toda a sua nação de um homem ímpio…

Palavra: Descansa!

Exemplo de Jesus (em Jerusalém)

Mas os olhos deles estavam como que fechados, para que o não conhecessem. Lucas 24:16; E ele lhes disse: Ó néscios, e tardos de coração para crer tudo o que os profetas disseram! Porventura não convinha que o Cristo padecesse estas coisas e entrasse na sua glória? E, começando por Moisés, e por todos os profetas, explicava-lhes o que dele se achava em todas as Escrituras. Lucas 24:25-27;

Os olhos dos discípulos estavam como que fechados para não o reconhecerem, assim, custavam a entender e demoravam a crer em tudo; Eles tinham todo o relato da história que tinha acontecido, até sobre as mulheres que tinham visto à Jesus ressuscitado, mas, não compreendiam;

Palavra: Enxergue!

Aplicações de Romanos 8:28

  1. E sabemos: É uma íntima convicção que desenvolvemos andando com Deus que nos dá segurança de que Ele está no controle da nossa vida; O problema que vemos, é se nós agimos por nós mesmos, tentando intervir na história, tentando ocupar o lugar de Deus e, por consequência, atrapalhando o andamento de seus planos em nossa vida;

Diante de falsas acusações, José foi parar numa prisão e não esboçou qualquer reação em sua defesa; Ele sabia que Deus estava no curso da sua história: continuou dando o melhor de si na prisão;

Diante do ódio de Hamã, Mardoqueu continuou íntegro diante de Deus, e não se curvou, diante de pressões, aos pés de Hamã; Ele sabia que Deus estava agindo no curso da história: manteve-se na sua posição, em jejum e oração;

Diante das perseguições dos líderes judaicos, Jesus seguiu em frente ao seu destino, Ele sabia que tinha um propósito; Não reagiu, tendo todo Poder, por um bem maior, para formar a sua igreja e remir aos filhos de Deus;

  • Que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus: Tudo o que acontecia em oposição aos servos de Deus, no final, Deus estava controlando e contornando soberanamente essas ações, fazendo com que as próprias maldades humanas contribuíssem para o bem maior dos seus filhos; Foi no Egito que Deus fez com que os israelitas saíssem levando consigo vasos e prata e ouro (Êxodo 11:2,3);
  • E daqueles que são chamados segundo o seu propósito: Aqui temos a última coisa interessante a pontuar sobre ser chamado segundo o propósito de Deus; Além de amarmos a Deus, precisamos entender que Ele nos chamou para viver propósitos específicos que são dEle e não nosso; Então, a gente tem o desafio e confiar que Ele está nos conduzindo dentro deste chamado; O melhor propósito é elaborado por Deus e não por nós; Cabe o cuidado de não colocarmos propósitos na nossa vida diferentes do de Deus;

Oração!

Please follow and like us:
Pin Share